Cultura

Uma vida de talento e dedicação

 

Determinada, extrovertida e realizada em tudo que faz, assim é essa  mulher Ana Márcia Mixo, nascida na Cidade de Nova Iguaçu, formada em Artes Cênicas, Música e pós-graduada em Educação e Estética com MBA em Gestão Cultural. Alegre e muito concentrada em suas atitudes, através da sua  perseverança ela vai em busca das suas realizações neste universo das artes.

Em entrevista ao site knoticiasonline, Márcia Mixo foi descontraída e muito gentil. Durante doze anos estudou piano no Conservatório e mais dois anos na UFRJ, dos sete aos dezoito anos cursou declamação no colégio Olavo Bilac, de Maria Sabino “Eu aprendi da arte de falar, a beleza da vida e o significado das palavras.”  Sua caminhada pelo mundo das artes não parou por aí, fez aula de canto na UNIRIO, com bacharel em canto e mais alguns  anos  no teatro Vila-Lobos, com Paulo Fortes. A dança sempre fez parte da vida de Márcia “Fiz ballet clássico, dança de salão com Maria Antonieta, e quando entrei na faculdade fui aluna de Neli Laport, que conseguiu  uma bolsa para eu participar do ballet  D”Lau Ascar.”  Desde criança sempre pensou em ser atriz, aprendeu a costurar  com sua mãe, que é a pessoa que a incentivou em sua carreira. “Havia um palco nos fundos da minha casa, ali eu encenava imitando bichos e minha mãe costurava as roupas para as personagens da peça. “Eu cresci com minha mãe vivenciando todos os meus momentos artísticos.” Compromisso e responsabilidade fazem parte da vida dessa atriz, em nenhum momento ela consegue vê a sua profissão apenas como um simples mercado de trabalho “Na hora em que eu estou atuando, eu sinto que mexo com forças muito fortes dentro do meu eu, por isso eu vejo com seriedade. O glamour é passageiro, nós temos que focar na formação e na seriedade que é exigido.” Criativa e sempre em busca de inovações na cultura ela criou o “ECAM” - um espaço cultural fundado em 1993, em Nova Iguaçu. Resolvemos fazer algumas perguntas para Márcia Mixo, sobre seus projetos no teatro e na televisão.


KNO – Quando você começou a sua carreira artística?
Márcia Mixo – Em 1975, quando eu tinha 20 anos, eu atuei no teatro da UNIRIO, com a personagem “Antígota”, essa personagem tinha uma personalidade muito forte, eu senti admiração por ela quando ela fala “eu não nasci para o ódio e sim para o amor”.

KNO -  Como foi a sua chegada na televisão?
Márcia Mixo – Foi a partir dos anos 90, fui chamada para fazer uma participação na novela Suave Veneno, da Rede globo, e logo depois trabalhei em outras, como Laços de Família, Mulheres Apaixonadas, Coração de Estudante e Linha Direta Justiça, que era apresentado semanalmente.

KNO – Como você vê essa nova geração artística. E qual a dica para esses novos atores?
Márcia Mixo – Eu tenho observado vários grupos de jovens que estão levando o teatro a sério, se preparando, eu vejo coisas boas acontecendo. A minha dica é que se capacitem, porque o talento vem com a gente, talento e capacitação devem andar juntos.

KNO -  De que maneira está o teatro em Nova Iguaçu?
Márcia Mixo – É momento de transição, é necessário um tempo para que as coisas venham acontecer.

KNO -  O que é ECAM?
Márcia Mixo -  É o Espaço Cultural Ana Márcia Mixo, comecei em 93, em minha casa e depois  levei esse Espaço para vários lugares, posso dizer que é uma maneira de mostrarmos a cultura em muitos outros lugares. Estou pretendendo colocá-lo virtualmente para que todos conheçam melhor esse Espaço.

KNO -  Você tem algum ator ou atriz que admira?
Márcia Mixo – Sim, Fernanda Montenegro, ela é como uma representação, é síntese de ética, competência, seriedade e leveza. Uma mulher com classe.

KNO – Quais foram as peças que você mais gostou de atuar?
Márcia Mixo – O Navio Negreiro, eu sempre trabalhei esse texto com dramatização, o texto contem um poder nas palavras de uma forma  inexplicável. Uma outra peça é a  Via Crucis, há personagens que eu ainda pretendo fazer como Maria mãe de Jesus. Já participei de várias peças, inclusive eu trabalho como produtora e diretora.

KNO -  Quem é Ana Márcia Mixo?
Márcia Mixo – Uma pessoa que aprende a cada dia e acima de tudo me dou muito bem comigo mesma. (rsrs..)

KNO – Quais são os seus projetos para 2011?
Márcia Mixo – Estrear a peça “Por telefone”, do ator Antônio Fagundes, onde estarei contracenando com o ator Ivan de Almeida, que atualmente está na novela Amor e Revolução do SBT. Tenho outras novidades que estão vindo por aí...

 

 

Polícia Militar vem combatendo o tráfico de drogas

A polícia militar apreendeu no dia 8 de julho, na Rua Floresta Miranda, bairro do K11, Nova Iguaçu três elementos que portavam 260 sacolés de cocaínas, 45 pedras de crack, 215 sacolés de maconha. Os elementos foram conduzidos a DP e foram autuados no art.33 da Lei 11343/06 permanecendo presos.

Granada é encontrada no bairro do Paiol

Policiais encontraram na manhã do dia 8 de julho, uma granada na Rua Capitão Alfredo Antunes, bairro do Paiol, Nilópolis. Uma guarnição esteve no local e observou que a granada estava com pino e alça. Devido ao grande fluxo de pessoas que passavam por ali, para a segurança das pessoas a granada foi encaminhada ao 57º DP onde foi apreendido.

Segurança para Nova Iguaçu

O 20º Batalhão da Polícia Militar de Mesquita está fazendo um trabalho de qualidade na segurança dos bairros de Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis. O Tenente Coronel Dantas tem atuado com a sua equipe de policiais na segurança da população. Vem ocorrendo repreensão de bailes funk irregulares no interior de comunidades, a exemplo Buraco do Boi.

Repórteres exercem dupla função

O Sindicato dos Jornalistas do Município e o Sindicato dos Radialistas do Estado neste mês de maio informou ao Ministério do Trabalho sobre o acúmulo de função de repórteres cinematográficos, que são pressionados a trabalhar como auxiliares de câmera, conforme denúncia da Comissão de Empregados. A Associação de Comunicação Educativa Roquete Pinto (Acerp) – fornecedora de conteúdo para a TV Brasil – e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) serão convocadas para mesa redonda na Delegacia Regional do Trabalho. Esta é a segunda vez que a Acerp é denunciada ao Ministério do Trabalho pelo Sindicato dos Jornalistas em menos de dois anos.

Direitos da Mulher completa um ano

Nilópolis comemorou no dia 27 de agosto com as superintendências municipais dos Direitos da Mulher e da Promoção de Igualdade Racial, o aniversário de um ano da Posse do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e a entrega de certificados do curso Negras Criativas.

Palestra sobre deficiente visual no MAB de Nova Iguaçu

No dia 27 de setembro às 14hs, o MAB estará realizando uma reunião para pessoas com deficiência visual. O palestrante é Alexandre do Sindicato de Deficiente Visual do Rio de Janeiro.

Quem está online
Nós temos 5 visitantes online
Contador de Acessos
Visualizações de Conteúdo : 83345
Clima Tempo

Empresas de rádio e TV recusam negociar salário digno para jornalistas

Os representantes das empresas de rádio e TV não apresentaram nenhuma solução na última rodada da campanha salarial, realizada na sexta-feira (06/06). Foram mantidas as cláusulas da proposta anterior,consideradas insuficientes pela categoria,que rejeitou em assembléia.