AACD: Populares se dizem preocupados com o futuro da Associação de Assistência à Criança Deficiente

Um momento difícil e preocupante para as crianças, jovens e adultos que são atendidas diariamente na Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD) em Nova Iguaçu. Por falta de pagamento do governo municipal a instituição pode fechar as portas a qualquer momento. AACD é uma associação sem fins lucrativos e seu objetivo é restabelecer crianças, adolescentes e adultos portadores de deficiência física à sociedade. A sede é em São Paulo. Os centros de reabilitação ficam em São Paulo, Osasco, Recife, Porto Alegre, Uberlândia, Nova Iguaçu, Poços de Calda e Campina Grande. AACD foi fundada em 1950, por Renato da Costa Bonfim, médico ortopedista. A instituição de Nova Iguaçu foi inaugurada no dia 28 de setembro de 2004. A campanha Teleton, desde 1998 vem arrecadando dinheiro, isto com parceria com SBT.

Devido a esta arrecadação já foram, construídos sete novos centros de reabilitação um deles é o de Nova Iguaçu que conseguiu ser construído com a ajuda da campanha do Teleton de 2003. A unidade se localiza na Rua Maranhão, nº 125, no Jardim da Viga. O Centro de Reabilitação precisa de ajuda financeira para não encerrar o atendimento. A reportagem do CL foi às ruas para saber a opinião de algumas pessoas sobre AACD que pode ser fechada a qualquer momento. “Será muito ruim AACD fechar. Tem pessoas que precisam e dependem daquela instituição para serem atendidas. Os governantes deveriam para de meter a mão no dinheiro público e ajudar as instituições que precisam porque a cada dia vem piorando pela falta de comprometimento deles próprios com a população. Eu tenho um conhecido que necessita ser atendido AACD porque tem filho deficiente físico. São muitas pessoas que precisam de atendimento. Deveriam diminuir os impostos e ajudar a população que tanto precisa. Inclusive se precisarem de mim para consertar as máquinas que estão paradas eu me prontifico em ajudar”, disse Givaldo Santos,mecânico de máquinas. Algumas pessoas estão revoltadas e entristecidas com a possibilidade da instituição ser fechada. “Uma falta de humanidade o que está acontecendo com AACD. É um absurdo! Os governantes não estão pensando nas necessidades dessas pessoas. No momento atual para eles a vida está muito boa, porém eles esquecem que isto pode acontecer com a própria família. Temos que ajudar uns aos outros e não deixar que fechem a AACD. Deveriam colocar a mão na consciência e pensar no próximo. Temos que dar o nosso grito de socorro! Não agüentamos estes governantes sem compromisso e sem ética com o povo”,comentou Selma Passos,professora aposentada. A única unidade do Estado do Rio de Janeiro pode fechar e deixou famílias preocupadas que dependem do atendimento para os seus filhos. “Muitas pessoas irão perder com o fechamento da AACD: crianças, jovens e adultos com deficiência física. Todos necessitam do atendimento diariamente. Muitos se deslocam de lugares distantes para trazer seus filhos para serem atendidos. Eles recebem um tratamento com profissionais qualificados que estão dispostos a ajudar e contribuir com a recuperação de crianças,adolescentes e adultos.Não podemos deixar isto acontecer, temos que reivindicar para que a AACD não venha ser fechada”.,concluiu Whashington Luiz,vendedor ambulante. Observação: A reportagem do Correio da Lavoura entrou em contato com a assessoria de imprensa da AACD para uma entrevista com a direção, porém não obteve êxito. Estamos aguardando o contato da assessoria de imprensa para que possamos informar aos nossos leitores o que realmente está acontecendo com a entidade assistencial de grande importância. Sobretudo para as famílias carentes do nosso Município.

 

 

Polícia Militar vem combatendo o tráfico de drogas

A polícia militar apreendeu no dia 8 de julho, na Rua Floresta Miranda, bairro do K11, Nova Iguaçu três elementos que portavam 260 sacolés de cocaínas, 45 pedras de crack, 215 sacolés de maconha. Os elementos foram conduzidos a DP e foram autuados no art.33 da Lei 11343/06 permanecendo presos.

Granada é encontrada no bairro do Paiol

Policiais encontraram na manhã do dia 8 de julho, uma granada na Rua Capitão Alfredo Antunes, bairro do Paiol, Nilópolis. Uma guarnição esteve no local e observou que a granada estava com pino e alça. Devido ao grande fluxo de pessoas que passavam por ali, para a segurança das pessoas a granada foi encaminhada ao 57º DP onde foi apreendido.

Segurança para Nova Iguaçu

O 20º Batalhão da Polícia Militar de Mesquita está fazendo um trabalho de qualidade na segurança dos bairros de Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis. O Tenente Coronel Dantas tem atuado com a sua equipe de policiais na segurança da população. Vem ocorrendo repreensão de bailes funk irregulares no interior de comunidades, a exemplo Buraco do Boi.

Repórteres exercem dupla função

O Sindicato dos Jornalistas do Município e o Sindicato dos Radialistas do Estado neste mês de maio informou ao Ministério do Trabalho sobre o acúmulo de função de repórteres cinematográficos, que são pressionados a trabalhar como auxiliares de câmera, conforme denúncia da Comissão de Empregados. A Associação de Comunicação Educativa Roquete Pinto (Acerp) – fornecedora de conteúdo para a TV Brasil – e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) serão convocadas para mesa redonda na Delegacia Regional do Trabalho. Esta é a segunda vez que a Acerp é denunciada ao Ministério do Trabalho pelo Sindicato dos Jornalistas em menos de dois anos.

Direitos da Mulher completa um ano

Nilópolis comemorou no dia 27 de agosto com as superintendências municipais dos Direitos da Mulher e da Promoção de Igualdade Racial, o aniversário de um ano da Posse do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e a entrega de certificados do curso Negras Criativas.

Palestra sobre deficiente visual no MAB de Nova Iguaçu

No dia 27 de setembro às 14hs, o MAB estará realizando uma reunião para pessoas com deficiência visual. O palestrante é Alexandre do Sindicato de Deficiente Visual do Rio de Janeiro.

Quem está online
Nós temos 30 visitantes online
Contador de Acessos
Visualizações de Conteúdo : 83359
Clima Tempo

Empresas de rádio e TV recusam negociar salário digno para jornalistas

Os representantes das empresas de rádio e TV não apresentaram nenhuma solução na última rodada da campanha salarial, realizada na sexta-feira (06/06). Foram mantidas as cláusulas da proposta anterior,consideradas insuficientes pela categoria,que rejeitou em assembléia.