Direitos Humanos é tema de intenso debate em 1º seminário realizado na UNIG

A Universidade Iguaçu (UNIG) abriu as portas e realizou o 1º Seminário em Direitos Humanos nos dias 15 e 16 de agosto de 2017. O Seminário contou com a Defensoria Pública e Movimentos Sociais. O objetivo foi reunir pesquisadores, estudiosos, movimentos sociais, agentes e gestores públicos para uma discussão sobre questões sociais importantes na Segurança Pública e a cidadania. Saúde, Educação, Mobilidade Urbana foi um dos temas discutidos no segundo dia do Seminário.  Também foi falado sobre o acesso à justiça e resolução de conflitos, tentando buscar a satisfação de interesses e mecanismos de efetivação de direitos na Baixada Fluminense, porque vive uma realidade carente na garantia de direitos básicos e fundamentais. O Seminário proporcionou à comunidade acadêmica a oportunidade de dialogar por meio de debates e apresentação de resumos expandidos e pôsteres.

O evento contou com a participação do Centro de Direitos Humanos da Diocese de Nova Iguaçu e o Fórum Grita Baixada com a parceria da Comissão Organizadora: professor Adriano Araújo (coordenador do Fórum Grita Baixada ),Aline Figueira Lira (coordenadora de Extensão e Assuntos Comunitários da Unig),Amanda Pessoa Parente(coordenadora adjunta do Curso de Direito),Antônio Carlos de Oliveira (Defensor Público),Fransergio Goulart (assessor político do Centro de Direitos Humanos de Nova Iguaçu),Luciana de França Oliveira Rodrigues (coordenadora do curso de Direito) e a irmã Yolanda Florentino da Diocese de Nova Iguaçu. A comissão conseguiu realizar este encontro tão importante para cidade de Nova Iguaçu. Durante dois dias foram várias palestras e seis mesas redondas com a participação de professores da UNIG,UERJ,UFF,historiadores e assessores político,coordenadores regionais,núcleo de Direitos Humanos,autoridades o prefeito de Nova Iguaçu  Rogério Lisboa, o  Deputado Estadual Marcelo Freixo entre outros. No primeiro dia do Seminário pela manhã o mediador foi Dr. Antônio Carlos de Oliveira, e pela tarde Carmem Lúcia Guimarães de Mattos. No segundo dia Dr. Rafael Alves de Oliveira, Procurador Geral do Município de Nova Iguaçu. O público interagiu durante a palestra com perguntas sobre a segurança Pública na cidade. Em alguns momentos houve polêmica entre os visitantes e os participantes da mesa, porém as perguntas foram respondidas e tudo se acalmou. Para a Comissão Organizadora do Evento este Seminário é o primeiro de muitos que virão. “O objetivo é mostrar para os nossos alunos o que é Direitos Humanos. Temos que formar o profissional, mas o profissional cidadão”,disse Aline Figueira Lima,coordenadora de Extensão e Assuntos Comunitários da UNIG. A UNIG recebeu visitantes de vários bairros que participaram da palestra. “Este evento é importante para que as pessoas possam ter consciência que este espaço existe e que deve ter a participação efetiva. O objetivo de trazer pessoas de diversas áreas foi alcançado. O importante é abrir o espaço de diálogo com o Estado e movimentos sociais. Para aqueles que lidam diretamente com o profissional possam conhecer e satisfazer efetivamente as suas necessidades”,falou Luciana de frança Oliveira Rodrigues,coordenadora do curso de Direito. O tema Direitos Humanos foi o tema do Seminário e chamou a atenção do público. “Eu acho importante o conceito e a discussão entorno dos Direitos Humanos. proporcionou. O tema Direitos Humanos deve ser debatido em todas as áreas. Tanto que o evento foi dividido  por mesas,e cada mesa comporta uma discussão inclusive na área de saúde. E o aluno tem a oportunidade de vivenciar através dessas discussões temas que não são tratados diretamente em sala de aula. E com isso enriquecer sua formação cidadã.”,explicou Amanda Pessoa Parente,coordenadora adjunta de Direito. A palestra recebeu uma convidada de Políticas Públicas. “A violência psicológica é maior que a física. Queremos a paz urbana e a paz dentro de nossas casas.”, comentou Miriam Magali, coordenadora de Políticas Públicas de Nova Iguaçu.

 

 

 

Polícia Militar vem combatendo o tráfico de drogas

A polícia militar apreendeu no dia 8 de julho, na Rua Floresta Miranda, bairro do K11, Nova Iguaçu três elementos que portavam 260 sacolés de cocaínas, 45 pedras de crack, 215 sacolés de maconha. Os elementos foram conduzidos a DP e foram autuados no art.33 da Lei 11343/06 permanecendo presos.

Granada é encontrada no bairro do Paiol

Policiais encontraram na manhã do dia 8 de julho, uma granada na Rua Capitão Alfredo Antunes, bairro do Paiol, Nilópolis. Uma guarnição esteve no local e observou que a granada estava com pino e alça. Devido ao grande fluxo de pessoas que passavam por ali, para a segurança das pessoas a granada foi encaminhada ao 57º DP onde foi apreendido.

Segurança para Nova Iguaçu

O 20º Batalhão da Polícia Militar de Mesquita está fazendo um trabalho de qualidade na segurança dos bairros de Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis. O Tenente Coronel Dantas tem atuado com a sua equipe de policiais na segurança da população. Vem ocorrendo repreensão de bailes funk irregulares no interior de comunidades, a exemplo Buraco do Boi.

Repórteres exercem dupla função

O Sindicato dos Jornalistas do Município e o Sindicato dos Radialistas do Estado neste mês de maio informou ao Ministério do Trabalho sobre o acúmulo de função de repórteres cinematográficos, que são pressionados a trabalhar como auxiliares de câmera, conforme denúncia da Comissão de Empregados. A Associação de Comunicação Educativa Roquete Pinto (Acerp) – fornecedora de conteúdo para a TV Brasil – e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) serão convocadas para mesa redonda na Delegacia Regional do Trabalho. Esta é a segunda vez que a Acerp é denunciada ao Ministério do Trabalho pelo Sindicato dos Jornalistas em menos de dois anos.

Direitos da Mulher completa um ano

Nilópolis comemorou no dia 27 de agosto com as superintendências municipais dos Direitos da Mulher e da Promoção de Igualdade Racial, o aniversário de um ano da Posse do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e a entrega de certificados do curso Negras Criativas.

Palestra sobre deficiente visual no MAB de Nova Iguaçu

No dia 27 de setembro às 14hs, o MAB estará realizando uma reunião para pessoas com deficiência visual. O palestrante é Alexandre do Sindicato de Deficiente Visual do Rio de Janeiro.

Quem está online
Nós temos 32 visitantes online
Contador de Acessos
Visualizações de Conteúdo : 83361
Clima Tempo

Empresas de rádio e TV recusam negociar salário digno para jornalistas

Os representantes das empresas de rádio e TV não apresentaram nenhuma solução na última rodada da campanha salarial, realizada na sexta-feira (06/06). Foram mantidas as cláusulas da proposta anterior,consideradas insuficientes pela categoria,que rejeitou em assembléia.