Restaurante Popular está fechado há quatro meses. Estado não diz nada a respeito

De portas fechadas para atender a população, entretanto, ocupado por moradores de rua. O Restaurante Popular está fechado há quatro meses. O local foi referência para pessoas de baixa renda que conseguia se alimentar pagando um valor todos os dias de R$2.00 reais. Porém, os serviços foram encerrados no dia 30 de junho deste ano deixando mais de mil pessoas por dia sem um prato de comida. A decisão do fechamento partiu do governo do Estado, que resolveu encerrar os serviços prejudicando a população que usava o Restaurante como fonte de alimentação com baixo valor. O Restaurante atualmente encontra-se abandonado.

A sujeira tomou conta do local. As janelas foram retiradas, e na calçada do Restaurante é lixo queimado e uma total desordem. Por onde anda o Governo do Estado que nada resolve! E a Segurança Pública? Segundo um vendedor ambulante, um caminhão da Prefeitura de Nova Iguaçu parou em frente ao local e carregou tudo o que tinha, como mesa, cadeiras, entre outros objetos. E também carroças que saíram carregadas com mesas. Dentro do Restaurante foram encontrados carnes e frangos apodrecidos. “Os funcionários começaram a carregar os objetos porque estão sem pagamento. O Estado não pagou o salário.”,comentou uma mulher que trabalha próximo ao local e não quis se identificar com medo represália.

 

 

Polícia Militar vem combatendo o tráfico de drogas

A polícia militar apreendeu no dia 8 de julho, na Rua Floresta Miranda, bairro do K11, Nova Iguaçu três elementos que portavam 260 sacolés de cocaínas, 45 pedras de crack, 215 sacolés de maconha. Os elementos foram conduzidos a DP e foram autuados no art.33 da Lei 11343/06 permanecendo presos.

Granada é encontrada no bairro do Paiol

Policiais encontraram na manhã do dia 8 de julho, uma granada na Rua Capitão Alfredo Antunes, bairro do Paiol, Nilópolis. Uma guarnição esteve no local e observou que a granada estava com pino e alça. Devido ao grande fluxo de pessoas que passavam por ali, para a segurança das pessoas a granada foi encaminhada ao 57º DP onde foi apreendido.

Segurança para Nova Iguaçu

O 20º Batalhão da Polícia Militar de Mesquita está fazendo um trabalho de qualidade na segurança dos bairros de Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis. O Tenente Coronel Dantas tem atuado com a sua equipe de policiais na segurança da população. Vem ocorrendo repreensão de bailes funk irregulares no interior de comunidades, a exemplo Buraco do Boi.

Repórteres exercem dupla função

O Sindicato dos Jornalistas do Município e o Sindicato dos Radialistas do Estado neste mês de maio informou ao Ministério do Trabalho sobre o acúmulo de função de repórteres cinematográficos, que são pressionados a trabalhar como auxiliares de câmera, conforme denúncia da Comissão de Empregados. A Associação de Comunicação Educativa Roquete Pinto (Acerp) – fornecedora de conteúdo para a TV Brasil – e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) serão convocadas para mesa redonda na Delegacia Regional do Trabalho. Esta é a segunda vez que a Acerp é denunciada ao Ministério do Trabalho pelo Sindicato dos Jornalistas em menos de dois anos.

Direitos da Mulher completa um ano

Nilópolis comemorou no dia 27 de agosto com as superintendências municipais dos Direitos da Mulher e da Promoção de Igualdade Racial, o aniversário de um ano da Posse do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e a entrega de certificados do curso Negras Criativas.

Palestra sobre deficiente visual no MAB de Nova Iguaçu

No dia 27 de setembro às 14hs, o MAB estará realizando uma reunião para pessoas com deficiência visual. O palestrante é Alexandre do Sindicato de Deficiente Visual do Rio de Janeiro.

Quem está online
Nós temos 37 visitantes online
Contador de Acessos
Visualizações de Conteúdo : 83366
Clima Tempo

Empresas de rádio e TV recusam negociar salário digno para jornalistas

Os representantes das empresas de rádio e TV não apresentaram nenhuma solução na última rodada da campanha salarial, realizada na sexta-feira (06/06). Foram mantidas as cláusulas da proposta anterior,consideradas insuficientes pela categoria,que rejeitou em assembléia.