Comerciantes aguardam com reservas o movimento de vendas no mês de dezembro

Neste Natal de 2015 o Papai Noel vai ficar com saco vazio porque vão faltar os presentes. Com a chegada da inflação e o desemprego alguns comerciantes estão sentindo que este Natal não será um dos melhores para o comércio. A inflação vem corroendo o salário dos trabalhadores que estão preocupados em gastar menos para tentar comprar umas lembrancinhas para os familiares e quem sabe fazer uma ceia natalina. Alguns comerciantes estão confiando no aquecimento das vendas no mês de dezembro, entretanto outros lojistas não acreditam que mesmo com as promoções as vendas possam aumentar. Este cenário está sendo improvável para o comércio. A reportagem do CL entrevistou alguns comerciantes fez a seguinte pergunta: "Em fase da retração, qual a perspectiva do comércio para o final de ano em termos de venda? "O final de ano é aguardado com ansiedade. É a melhor época do ano para se vender. O que pode ocorrer é a contenção. Então, você hoje pode buscar produtos de valor mais baixo que atendam as suas necessidades.

Estamos fazendo um trabalho Week Off nas lojas do Calçadão com a Semana dos Descontos de até 70%. Está nos dando resultados positivos chamando a atenção do público de Nova Iguaçu e de outros lugares que vieram comprar. Inclusive aqueceu o mercado com esta iniciativa. Esperamos que retorne em dezembro. Começou dia 4 de novembro e encerra dia 14.",disse Antõnio Alpino. Faltando um mês e alguns dias para a chegada do Natal os comerciantes têm esperança do comércio fechar com número positivo. "O centro comercial já está preparado para receber o Natal. Vamos trazer novidades para satisfazer nossos clientes. O comércio está com a segurança dos policiais do 20º BPM e cobertura da Defesa Civil. Esperamos recuperar um pouco as perdas de 2015 e que em 2016 seja um ano promissor.",falou Antonio Alpino,comerciante e vice presidente da ACINI. Comerciantes aguardam o Natal com boa expectativa para o comércio. "Claro que este Natal não será igual aos dos anos 80 e 90. As pessoas sempre dão um jeito. Há duas décadas atrás o comércio começava a se preparar em junho e julho. Os comerciantes tinham que estar atentos. Há uma diferença: a oferta não era igual como é hoje. Principalmente a concorrência. Hoje temos shopping, lojas de departamento. Um dos principais fatores dessa retração foi o sistema financeiro que varreu o dinheiro do mercado. Eu vejo como erro econômico e político esta agiotagem conivente com o governo. Também tem a corrupção, logo estamos vivendo o descrédito do governo. No setor do comércio estamos zero de liderança, não há como acreditar mais em nada. O povo em geral não tem representatividade nenhuma, sobretudo no setor comercial. Não temos a quem recorrer. Acredito que vai acontecer alguma coisa positiva neste final de ano.",explicou Hélio Osnir,comerciante. O comércio está enfeitado,mas poucas pessoas entram nas lojas para comprar. "Na realidade não estamos esperando muita coisa para este Natal. Desde março para cá que as vendas não estão boas. Temos feito promoções na loja, reinventando e passando pela crise. Em dezembro esperamos vender acima de 15%. Se for isto, Graças a Deus. Esperamos mudança no governo. Desejo um Natal com saúde.",comentou Adriana Azeredo,da loja Myrian Presentes. Mesmo com toda retração que está o país alguns comerciantes pensam positivamente. "Eu tenho um pensamento totalmente positivo por eu acreditar e fazer um trabalho totalmente personalizado. Espero que as pessoas tenham um pensamento positivo e parar de absorver coisas negativas. Confio nessa força feminina que comanda o nosso Brasil, tirando a presidente Dilma Rousseff. Que todos levantem da cama no dia 1º de dezembro e se inspirem o clima natalino. Confiem em si, acreditem e sonhem todos os dias.",concluiu Soraya Amora,estilista e comerciante.

 

 

Polícia Militar vem combatendo o tráfico de drogas

A polícia militar apreendeu no dia 8 de julho, na Rua Floresta Miranda, bairro do K11, Nova Iguaçu três elementos que portavam 260 sacolés de cocaínas, 45 pedras de crack, 215 sacolés de maconha. Os elementos foram conduzidos a DP e foram autuados no art.33 da Lei 11343/06 permanecendo presos.

Granada é encontrada no bairro do Paiol

Policiais encontraram na manhã do dia 8 de julho, uma granada na Rua Capitão Alfredo Antunes, bairro do Paiol, Nilópolis. Uma guarnição esteve no local e observou que a granada estava com pino e alça. Devido ao grande fluxo de pessoas que passavam por ali, para a segurança das pessoas a granada foi encaminhada ao 57º DP onde foi apreendido.

Segurança para Nova Iguaçu

O 20º Batalhão da Polícia Militar de Mesquita está fazendo um trabalho de qualidade na segurança dos bairros de Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis. O Tenente Coronel Dantas tem atuado com a sua equipe de policiais na segurança da população. Vem ocorrendo repreensão de bailes funk irregulares no interior de comunidades, a exemplo Buraco do Boi.

Repórteres exercem dupla função

O Sindicato dos Jornalistas do Município e o Sindicato dos Radialistas do Estado neste mês de maio informou ao Ministério do Trabalho sobre o acúmulo de função de repórteres cinematográficos, que são pressionados a trabalhar como auxiliares de câmera, conforme denúncia da Comissão de Empregados. A Associação de Comunicação Educativa Roquete Pinto (Acerp) – fornecedora de conteúdo para a TV Brasil – e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) serão convocadas para mesa redonda na Delegacia Regional do Trabalho. Esta é a segunda vez que a Acerp é denunciada ao Ministério do Trabalho pelo Sindicato dos Jornalistas em menos de dois anos.

Direitos da Mulher completa um ano

Nilópolis comemorou no dia 27 de agosto com as superintendências municipais dos Direitos da Mulher e da Promoção de Igualdade Racial, o aniversário de um ano da Posse do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e a entrega de certificados do curso Negras Criativas.

Palestra sobre deficiente visual no MAB de Nova Iguaçu

No dia 27 de setembro às 14hs, o MAB estará realizando uma reunião para pessoas com deficiência visual. O palestrante é Alexandre do Sindicato de Deficiente Visual do Rio de Janeiro.

Quem está online
Nós temos 77 visitantes online
Contador de Acessos
Visualizações de Conteúdo : 83405
Clima Tempo

Empresas de rádio e TV recusam negociar salário digno para jornalistas

Os representantes das empresas de rádio e TV não apresentaram nenhuma solução na última rodada da campanha salarial, realizada na sexta-feira (06/06). Foram mantidas as cláusulas da proposta anterior,consideradas insuficientes pela categoria,que rejeitou em assembléia.