Diretor do Equipe diz que reforma do Ensino Médio tem mais perguntas que respostas

Muitas perguntas e poucas respostas entre diretores e professores sobre a reforma do Ensino Médio. É um momento de parar e analisar sobre todas as mudanças. A falta de estímulo dos alunos do ensino médio em não querer estudar tem deixado diretores, professores e pais preocupados. Com a reforma do Ensino Médio o aluno poderá fazer a sua escolha e se aprofundar em cincos áreas: linguagens, matemática, ciências humanas, ciências da natureza e ensino técnico. O objetivo dessa reforma é fazer o aluno se sentir atraído pelo ensino médio dando a ele flexibilidade e autonomia, contribuindo com a sua entrada no Ensino Técnico. As mudanças estarão acontecendo e as escolas públicas ou privadas que trabalham com o Ensino Médio terão que se preparar.

Na edição do 1 de outubro o CL publicou que diretores da rede privada dos principais estabelecimentos de ensino do Município estarão sendo entrevistado com o seguinte tema: A reforma do Ensino Médio. A reportagem do CL esteve no Colégio-Curso Equipe Grau e entrevistou o Diretor Geral Rui Carlos Ferreira. “Esta reforma tem mais perguntas do que respostas. Teria um núcleo comum a partir de 2017, no meio do ano. Tem que ser aprovada pelo Congresso e não só o núcleo comum. A reforma tem dois momentos: o primeiro é de um ano e meio dedicado ao núcleo comum e depois uma especificidade que é a escolha do aluno e o que a escola irá oferecer, e o que será de acordo com a medida que está agora prevista:  matemática e língua. Quanto ao Ensino Médio não se baseia em práticas por ter muitos conteúdos. Precisa mudar o Ensino Médio? Sim, até pela questão de muitos conteúdos. Se o aluno gosta de questões relacionada à área humana,então permitirá a ele se aprofundar naquilo que é da sua afinidade e tendo mais sentido na sua aprendizagem. A medida provisória tem a intenção de desenvolver esta possibilidade, fazer com que o aluno tenha sua opção e também é uma questão de autonomia.Tem uma incógnita que pode interferir nessa reforma. Se a universidade for muito conteudista ela irá cobrar que as escolas se adequem a elas e podem exigir. Se solicitarem só o núcleo comum e as escolas não se preparar para isso. Se elas cobrarem também os vestibulares e outras disciplinas aí as universidades terão mais sucesso”,disse Rui Carlos Ferreira,diretor-geral  do Colégio-Curso Equipe Grau.

 

 

Polícia Militar vem combatendo o tráfico de drogas

A polícia militar apreendeu no dia 8 de julho, na Rua Floresta Miranda, bairro do K11, Nova Iguaçu três elementos que portavam 260 sacolés de cocaínas, 45 pedras de crack, 215 sacolés de maconha. Os elementos foram conduzidos a DP e foram autuados no art.33 da Lei 11343/06 permanecendo presos.

Granada é encontrada no bairro do Paiol

Policiais encontraram na manhã do dia 8 de julho, uma granada na Rua Capitão Alfredo Antunes, bairro do Paiol, Nilópolis. Uma guarnição esteve no local e observou que a granada estava com pino e alça. Devido ao grande fluxo de pessoas que passavam por ali, para a segurança das pessoas a granada foi encaminhada ao 57º DP onde foi apreendido.

Segurança para Nova Iguaçu

O 20º Batalhão da Polícia Militar de Mesquita está fazendo um trabalho de qualidade na segurança dos bairros de Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis. O Tenente Coronel Dantas tem atuado com a sua equipe de policiais na segurança da população. Vem ocorrendo repreensão de bailes funk irregulares no interior de comunidades, a exemplo Buraco do Boi.

Repórteres exercem dupla função

O Sindicato dos Jornalistas do Município e o Sindicato dos Radialistas do Estado neste mês de maio informou ao Ministério do Trabalho sobre o acúmulo de função de repórteres cinematográficos, que são pressionados a trabalhar como auxiliares de câmera, conforme denúncia da Comissão de Empregados. A Associação de Comunicação Educativa Roquete Pinto (Acerp) – fornecedora de conteúdo para a TV Brasil – e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) serão convocadas para mesa redonda na Delegacia Regional do Trabalho. Esta é a segunda vez que a Acerp é denunciada ao Ministério do Trabalho pelo Sindicato dos Jornalistas em menos de dois anos.

Direitos da Mulher completa um ano

Nilópolis comemorou no dia 27 de agosto com as superintendências municipais dos Direitos da Mulher e da Promoção de Igualdade Racial, o aniversário de um ano da Posse do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e a entrega de certificados do curso Negras Criativas.

Palestra sobre deficiente visual no MAB de Nova Iguaçu

No dia 27 de setembro às 14hs, o MAB estará realizando uma reunião para pessoas com deficiência visual. O palestrante é Alexandre do Sindicato de Deficiente Visual do Rio de Janeiro.

Quem está online
Nós temos 24 visitantes online
Contador de Acessos
Visualizações de Conteúdo : 83307
Clima Tempo

Empresas de rádio e TV recusam negociar salário digno para jornalistas

Os representantes das empresas de rádio e TV não apresentaram nenhuma solução na última rodada da campanha salarial, realizada na sexta-feira (06/06). Foram mantidas as cláusulas da proposta anterior,consideradas insuficientes pela categoria,que rejeitou em assembléia.