Reforma do Ensino Médio - Aluno terá mais autonomia para a matéria de sua preferência

A preparação no corpo docente para receber a reforma do Ensino Médio tem sido uma das preocupações dos diretores, coordenadores e professores nas escolas públicas e privadas. A falta da discussão com a sociedade vem deixando os profissionais de educação preocupados com a reforma do Ensino Médio. A própria educação não foi preparada para receber esta reforma. Para alguns diretores a reforma tem o lado positivo e o outro negativo. A reportagem do CL publicou na edição de 1º de outubro a entrevista com o diretor Paulinho Leopoldo, no dia 14,o o diretor-geral Rui Carlos Ferreira,do Colégio-Curso Equipe Grau, no dia 22,o diretor do Instituto Iguaçuano de Ensino Edilton da Silva de Almeida. Nesta edição entrevistamos pelo telefone o gestor da Abeu-Colégios, André Rocha que nos falou sobre a reforma do Ensino Médio. “Entendo que de fato é necessário que esta mudança aconteça, isso já vem sido engendrado há bastante tempo.

Existe esta necessidade porque hoje nosso ensino médio está desconectado com a realidade que o mundo vive hoje. Sobretudo pela velocidade que as coisas acontecem. Nesse sentido, como ponto positivo eu vejo uma reforma que tende a dar ao estudante uma escolha para aquilo que realmente é a sua habilidade. Então o individuo ali, o estudante do Ensino Médio não vai ter que se preocupar tanto em ver matérias para ele consideradas enfadonhas, matérias chatas. O individuo que tem mais habilidade para exatas vai ter, quando a reforma for colocada em prática, quando a situação estiver efetivamente acontecendo, focar o seu estudo na área de exatas, ou na área de biológicas e saúde e assim por diante. Uma crítica que se faz em relação ao sistema que nós temos hoje é que se aprende muita coisa, porém, o aproveitamento disso é muito pequeno. Então, se a gente tem uma reforma que vai de encontro a enxugar este currículo, direcionando, mais para habilidade de cada um dos grupos, vai se ensinar menos, porém vai se ensinar o necessário. Então a gente passa a ter um currículo mais enxuto, porém muito mais associado a essa sociedade que a gente vive hoje. Uma sociedade de conhecimento com informação ao acesso praticamente de todos a partir de um clic. Então, fazendo uma síntese da situação como um todo eu vejo como um ponto positivo é reestruturar o Ensino Médio pra essa realidade que a gente tem hoje de um mundo contemporâneo,um mundo moderno, conectado. Um outro ponto positivo é própria situação do aluno poder ter as suas aptidões valorizadas, e um ponto negativo em relação a isso é que a reforma vem sendo já discutida nos bastidores há algum tempo. Agora, por outro lado essa reforma necessita ouvir uma parte muito importante e essa parte importante são os estudantes e estes serão, sim, ouvidos,mas eles serão os últimos a serem ouvidos mas começam a serem ouvidos a partir desse momento. Eles precisavam ser ouvidos antes e por isso é que temos uma idéia assim de uma imposição de cima para baixo. Essa é uma situação também que preocupa um pouco e o fato também da reforma ter sido aí colocada em prática em forma de medida provisória, o que é também uma situação que causa um pouco de estranheza e um pouco de preocupação. Um último ponto: eu particularmente como educador de mais de vinte anos de estrada e crítico na reforma é o fato de que ela tem que acontecer? Sim, porém esses processos são processos que devem começar pela base que seja base do Ensino Médio, a partir do primeiro ano e essa reforma esta começando de cima para baixo”,disse André. Segundo André,falta estrutura para a educação receber a reforma do Ensino Médio. “Nos moldes que nós temos hoje em nosso país infelizmente não. Nós não temos uma estrutura que atenda esta situação principalmente se a gente considerar uma relação entre teoria e prática. Fala-se de uma reforma para levar em consideração uma iniciação desse jovem no mercado de trabalho, mas a escola não está preparada neste sentido principalmente quando nós falamos a respeito de mão-de-obra. Ela é preparada num modelo bastante tradicional. Nós temos aí professores formados no século XX atendendo alunos que nasceram no século XXI de uma geração que ela é completamente diferente da geração dos educadores que estão a frente desses alunos hoje. Então existe um descompasso nesse sentido eu vejo isto como um problema,um obstáculo”,concluiu André Rocha,gestor da Abeu-Colégios.

 

 

Polícia Militar vem combatendo o tráfico de drogas

A polícia militar apreendeu no dia 8 de julho, na Rua Floresta Miranda, bairro do K11, Nova Iguaçu três elementos que portavam 260 sacolés de cocaínas, 45 pedras de crack, 215 sacolés de maconha. Os elementos foram conduzidos a DP e foram autuados no art.33 da Lei 11343/06 permanecendo presos.

Granada é encontrada no bairro do Paiol

Policiais encontraram na manhã do dia 8 de julho, uma granada na Rua Capitão Alfredo Antunes, bairro do Paiol, Nilópolis. Uma guarnição esteve no local e observou que a granada estava com pino e alça. Devido ao grande fluxo de pessoas que passavam por ali, para a segurança das pessoas a granada foi encaminhada ao 57º DP onde foi apreendido.

Segurança para Nova Iguaçu

O 20º Batalhão da Polícia Militar de Mesquita está fazendo um trabalho de qualidade na segurança dos bairros de Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis. O Tenente Coronel Dantas tem atuado com a sua equipe de policiais na segurança da população. Vem ocorrendo repreensão de bailes funk irregulares no interior de comunidades, a exemplo Buraco do Boi.

Repórteres exercem dupla função

O Sindicato dos Jornalistas do Município e o Sindicato dos Radialistas do Estado neste mês de maio informou ao Ministério do Trabalho sobre o acúmulo de função de repórteres cinematográficos, que são pressionados a trabalhar como auxiliares de câmera, conforme denúncia da Comissão de Empregados. A Associação de Comunicação Educativa Roquete Pinto (Acerp) – fornecedora de conteúdo para a TV Brasil – e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) serão convocadas para mesa redonda na Delegacia Regional do Trabalho. Esta é a segunda vez que a Acerp é denunciada ao Ministério do Trabalho pelo Sindicato dos Jornalistas em menos de dois anos.

Direitos da Mulher completa um ano

Nilópolis comemorou no dia 27 de agosto com as superintendências municipais dos Direitos da Mulher e da Promoção de Igualdade Racial, o aniversário de um ano da Posse do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e a entrega de certificados do curso Negras Criativas.

Palestra sobre deficiente visual no MAB de Nova Iguaçu

No dia 27 de setembro às 14hs, o MAB estará realizando uma reunião para pessoas com deficiência visual. O palestrante é Alexandre do Sindicato de Deficiente Visual do Rio de Janeiro.

Quem está online
Nós temos 92 visitantes online
Contador de Acessos
Visualizações de Conteúdo : 83420
Clima Tempo

Empresas de rádio e TV recusam negociar salário digno para jornalistas

Os representantes das empresas de rádio e TV não apresentaram nenhuma solução na última rodada da campanha salarial, realizada na sexta-feira (06/06). Foram mantidas as cláusulas da proposta anterior,consideradas insuficientes pela categoria,que rejeitou em assembléia.